Preparar a venda de uma empresa


Fazer um planeamento do processo de venda.

Um passo para alcançar os objetivos

Alguns proprietários de empresas entendem que se forem eles próprios a realizar o processo de venda de empresa podem economizar algum dinheiro. Todavia, depressa irão chegar à conclusão de que não é assim e por diversas razões.

 

A venda de empresa não ocorre quando o empresário quer, mas sim quando há condições de ser comprada

Razões para o proprietário de uma empresa recorrer a um profissional:

  • O proprietário não possui um plano preparado para os diversos cenários;
  • O proprietário age emocionalmente;
  • O proprietário é importunado com dezenas de meros curiosos;
  • O proprietário é olhado com desconfiança por eventuais compradores;

 

Preparar uma empresa para venda exige que todos os aspetos sejam previamente preparados

 

Valor de venda

O preço de venda (de empresa ou de negócio) deve ser um valor justo e sustentado por um determiando método. O valor do negócio é determinado pelo mercado, contudo, outros factores – como o valor dos activos, lucros futuros esperados, sinergias, know-how, clientes, conjutura de mercado e poder negocial das partes – são condicionantes  para o valor da empresa e o preço pretendido pelo vendedor. Saber valorar estes aspetos exige conhecimento e  experiência consolidada.

 

Avaliação da empresa

É preciso estar preparado para responder com clareza e objectividade a perguntas tipo: Qual o valor da empresa? Por que vale? Quantos anos demorará o retorno de investimento? Não basta pedir. Explicar a razão do valor pretendido é muito importante e com factos devidamente fundamentados.

 

Trespasse ou venda de quotas?

Depende. Umas vezes é preferível vender somente os activos e os clientes (trespasse); outras, é preferível a venda das quotas. Dívidas da empresa (passivo da empresa) - É mais fácil a empresa ser vendida sem dívidas. É a forma mais comum de um comprador comprar uma empresa. Valor dos activos e lucros futuros estimados? Qual o valor dos activos a preço de mercado? A empresa espera lucros futuros? Os lucros do passado são um bom indicador para estimar lucros futuros.

 

Aspectos Legais

Todos os documentos legais devem estar disponíveis para os potenciais compradores. Assim, evitam-se atrasos durante a negociação. Registo de Marca(s), Licenças, Contratos, Alvarás, Concessões, Certidões das Finanças, Segurança Social e Banco de Portugal são exemplos de documentos normalmente necessários.

 

Contabilidade

Todos os registos financeiros, como livros fiscais e contabilísticos, devem estar actualizados e em ordem. Activos, Equipamentos e "Stocks" É preciso considerar todas as existências na empresa, mencionando a quantidade, o custo, o valor, a idade, as condições e os contratos existentes.

 

Pessoal

O quadro dos trabalhadores da empresa deve ser divulgado com toda a transparência. E, caso a negociação esteja bem encaminhada, importa que também os colaboradores saibam das intenções da empresa para evitar transtornos e surpresas depois do negócio consumado.

 

Empresa

Uma empresa limpa e cuidada, bem organizada, com boa imagem organizacional é fundamental no processo de venda. Vender  "galinha gorda" é o que o mercado prefere.

 

Preço e altura de vender

A altura mais oportuna para vender é quando há uma tendência de alta na procura do produto ou dos serviços ligados, directa ou indirectamente, ao negócio. Já um ciclo de recessão (na procura do produto ou dos serviços) desvaloriza a empresa e diminui o interesse do comprador. Importa saber se o preço e as condições – determinados pelo vendedor – são coerentes, se estão contextualizados no respectivo mercado e se são comparáveis com outras empresas do ramo. A situação financeira da empresa, bem como a sua projecção futura, são também determinantes.

 

Elaborar um plano de negócios

Conceber um bom plano de negócio pode ser decisivo na venda da empresa. Esse plano de negócio deve contemplar todo o potencial que poder ser explorado e determinar o novo rumo que pode ser seguido, pelo novo proprietário, depois da aquisição.

 

Recorrer a um profissional

É comum encontrar empresários que se envolvem demasiado, emocionalmente, durante o processo de negociação. Já do outro lado, os compradores de empresas, encaram o mesmo processo com mais naturalidade, vendo a aquisição da empresa com mais objectividade do que quem vende. Para quem compra o importante são "os números", o desempenho financeiro inerente à empresa e os factores económicos do mercado em que esta actua.É nesta diferença de percepção que importa definir um conceito de negócios que seja devidamente compatível, de parte a parte, e encontrar uma alternativa que concilie os interesses de ambas as partes. Nesta fase, um business broker exerce um papel importante, ao procurar compatibilizar estes interesses, facilitando o negócio.

Acima de tudo, os compradores querem sentir-se confortáveis no negócio e saber que não existem problemas ou que não haverá surpresas aquando da aquisição. Importa-lhes sentirem-se seguros e terem confiança no vendedor, de quem esperam honestidade e transparência.

Prepare a venda da empresa. Consulte os nossos serviços de venda de empresas.
mini logo